CRÍTICA | Vingadores: Guerra Infinita por Vingadores Brasil

A maior batalha super-heróis vai começar…

O filme com o maior número de heróis é pura ação e trabalho em equipe. Vingadores apresenta um universo perto de ser destruído pelo Titã louco Thanos que está em busca das 6 Joias do infinito para concluir seu objetivo, e para isso ele terá que enfrentar os heróis mais poderosos da terra para conseguir.

Um trabalho de duas horas e meia bem apresentado e executado, mesmo com o excesso de personagens o filme é CLARAMENTE do vilão. Como já foi dito, Thanos é o protagonista do filme e isso fica bastante claro, ele é o vilão perfeito e posso dizer que não tenho problemas com ele. Todos as cenas da trama são entregues de forma muito ativa, o filme não para, é pura ação o tempo contento até umas cenas com um peso um pouco maior como de costume.

A apresentação dos personagens é bem divida e quando é para uni-los também é bem operado. A ordem negra tem um papel importante ao filme e alguns de seus personagens são tão cativantes quando alguns dos heróis, Fauce de Ébano se destaca ao filme pois se provou ser um vilão mais interessante dentre a formação da Ordem. Dentre os Vingadores os destaques são extremos voltados ao Thor, Feiticeira Escarlate e Doutor Estranho. Nem todos os heróis tem um tempo de tela tão extensivos quanto outros e eu digo isso até mesmo para os principais da formação.

O trabalho que os Irmãos Russo fizeram foi bem feito para esse começo do fim mas infelizmente guerra infinita não se basta para um filme apenas. Os diretos retiraram o “Parte 1” no nome que pra mim não significou de nada, o filme é sim uma Parte 1! Que me pareceu que a mudança no nome foi apenas para sair da ideia de um filme objetivamente em duas parte, não afirmando objetivo na primeira parte que termina aparentemente na metade da história.

No fim eu poderia dizer que não encontrei satisfação de forma direta. As “mortes” do filme não parecem reais ou definitivas, alguns são até tocantes (e surpreendentes) de forma que o espectador sinta a diferença feita nesse universo mas a sensação foi de algo inacabado e muito confuso. Os objetivos do vilão continuam e é bem entregado, a forma que é dado o desfecho é muito inesperado e de impressionar. O filme inteiro te passa ação todo tempo, tem algum conflito acontecendo a cada cena do filme. Ele tem seus momentos engraçados e bem divertidos sem exageros, consegue se manter bem ao decorrer da trama até o fim.

Eu diria que este terceiro Vingadores é sim um bom filme, porém não concordaria com o título de “Melhor filme de Super heróis” ou até mesmo “O Melhor filme da Marvel”, pois ele não se basta em ser bem distribuído para conceito de um começo, meio e fim. A conclusão para essa história vem apenas em 2019.

🌟🌟🌟

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Site hospedado por WordPress.com.

Acima ↑