Mike Hopkins conta as novas estratégias para a Sony Pictures Entertainment

Um ano atrás, o presidente da Sony Pictures Entertainment, Tony Vinciquerra, se sentou ao lado da jornalista Soledad O’Brien e disse claramente aos participantes da conferência do NATPE que “se não crescermos, seremos a compra de alguém”. Ele havia recentemente contratado o chefe do Hulu , Mike Hopkins, para ajudar a transformar as operações de televisão da empresa.

Logo, em uma entrevista ele afirmou que para 2019, a Sony Pictures ainda não está com grandes novidades, no entanto a companhia passará por uma extensa reestruturação. A empresa está com grande parte da primeira fase de sua transformação concluída, disse Hopkins à Variety.

maxresdefault (1)

A equipe da Sony está no meio de descobrir a melhor maneira de explorar sua propriedade intelectual nos grupos de cinema e televisão. E não apenas por sua jóia da coroa, “Homem-Aranha“, mas também em áreas onde tem uma vantagem competitiva em potencial, como o acesso a IP da PlayStation e da Sony Music.

“Temos os próximos sete ou oito anos definidos sobre o que vamos fazer com esse recurso, e isso não será apenas no lado do filme – será no lado da TV”. “Nosso grupo de televisão terá seu próprio conjunto de personagens dentro daquele universo que procuraremos desenvolver”.

Disse Vinciquerra.

A Sony está essencialmente testando internamente seus mais de 900 personagens adjacentes ao Homem-Aranha, aos quais foi agregado o apelido de Universo da Sony de Personagens da Marvel. De acordo com Hopkins, a equipe está “muito longe do caminho em termos de trabalhar através de quais personagens achamos que poderiam ser sua própria estrela de uma série”.

A Disney há muito tempo utiliza os personagens da Marvel. Com sua absorção da 21st Century Fox, a gigante de Burbank em breve terá Quarteto fantástico e X-Men, deixando a Sony como a única rival de estúdio com direitos de licenciamento para os personagens da Marvel.

“Estamos desenvolvendo muito conteúdo relacionado à Marvel, e acho que estaremos no mercado muito em breve com algo realmente grande e transformador para nós, porque não fizemos nenhum programa com a Marvel antes”. “Então, esse é um grande progresso em que estamos.”

Disse Hopkins.

Há muitos precedentes para a criação de series com os dramas das histórias em quadrinhos, mesmo sem nenhum destaque de super-herói. Pense em “Gotham” sem Batman ou em todas as séries da Marvel sem Vingadores, que a Disney desenvolveu, como “Agents of SHIELD” e “Jessica Jones“. Além disso, o sucesso de bilheteria de “Venom” e o recente ”Homem-Aranha no Aranhaverso”, vencedor do Oscar, reforçou a confiança de que há um apetite pela fatia da cidade Marvel da Sony.

Hopkins antecipa um grande volume de conteúdo.“Acho que aspiramos a ter vários shows em um universo que criamos que podem polinizar entre si e trabalhar com um parceiro para que isso aconteça.”
Embora ele não perceba por que a Disney – e seu serviço de streaming ainda não disponível – não poderia ser um desses parceiros, ele também indica que esse não é o único nome na mistura. Um anúncio deve ser feito nos próximos meses.

Criar uma plataforma de streaming direta para o consumidor para competir com a Netflix ou a Disney Plus seria “exatamente a direção errada para nós”

diz Vinciquerra.

 

Fonte: Variety

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Site hospedado por WordPress.com.

Acima ↑