Encaramos mais uma linda história com uma mensagem incrível para o universo Disney Pixar.

Sinopse: Woody (Tom Hanks / Marco Ribeiro) sempre soube qual era seu lugar no mundo, e que sua prioridade é cuidar de suas crianças, seja Andy ou Bonnie. Então, quando o novo e adorado projeto artesanal de Bonnie transformado em brinquedo, Forky (Tony Hale / Duda Espinosa), declara-se “lixo” e não brinquedo, Woody toma para si a responsabilidade de mostrar a Forky por que ele deveria abraçar a ideia de ser um brinquedo. Quando Bonnie resolve levar toda a gangue na sua viagem com a família, Woody acaba se dispersando inesperadamente e se juntando à sua amiga Betty (voz de Annie Potts), que há muito tempo não via. Depois de passar anos sozinha, o espírito aventureiro da boneca e a vida na estrada acabam por esconder seu delicado exterior de porcelana. À medida que Woody e Betty percebem que pertencem a mundos diferentes quando se trata da vida como um brinquedo, logo descobrem que esse é o menor dos seus problemas.

Disney • Pixar

Uma história belíssima e que não sabíamos que precisávamos. O amadurecimento do personagem é de apreciar do início ao fim, com muitas risadas e lágrimas de emoção no final.

O filme anterior falou sobre deixar ir e que está tudo bem sobre isso, no caso de Andy, e já neste quarto filme vemos que o mesmo não foi correspondido sobre Woody, que esteve com sua criança por anos, e nesta trama vemos algo que jamais imaginaríamos o Cowboy fazer. Esse reflexo pega muito sobre Betty, sua parceira de porcelana, onde vemos uma boneca independente e que aceitou as coisas como são, em relação a vida de uma criança e a vida de um brinquedo.

De fato é o filme mais engraçado da franquia Toy Story, eu não me lembro de rir tanto com os personagens assim antes. A emoção do filme se concentra mais no final onde decisões são tomadas de forma definitiva e que deixam bem claro que a trajetória dos brinquedos chega ao fim, de uma ótima forma.

Disney • Pixar

Acho que não via um personagem tão bem desenvolvido como Woody em muito tempo. Buzz é um dos mais engraçados da história, Betty tem todo o coração do filme e Garfinho e o melhor personagem de todos. Os brinquedos inimigos são assustadores de várias formas, e nesse história faz o público repensar a diferença entre vilão e vítima.

🌟🌟🌟🌟

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s