Na edição de hoje, vamos falar sobre Shuri. Ela que não possui um nome de heroína,mas merece ser reconhecida por sua fantástica inteligência e determinação, indo muito além do título de “irmã do Pantera Negra“.  Diferente da Shuri interpretada por Letitia Wright nos cinemas, a Shuri dos quadrinhos já enfrentou situações extremamente complicadas e, antes de se tornar a Pantera Negra (Sim! Ela já foi a Pantera Negra), ela era um pouco orgulhosa e ambiciosa. Combinando com o tema da semana aqui no Vingadores Brasil, conheça um pouco mais sobre Shuri da saga Pantera Negra.  

Ps. Lembrando que a base de conteúdo desse especial é retirada do livro “Powers of a Girl”

6 – SHURI

“Monstro. Você enfrentou os músculos de Wakanda… Agora, enfrente suas garras!”

Shuri
Super Poderes: Força aumentada; durabilidade; agilidade; velocidade; contato com poderes espirituais; garras
Habilidades: Liderança; combate mão à mão; expert em ciência e tecnologia
Bases: Birnin Zana, aka Cidade Dourada, Wakanda, África
Reprodução Powers of a Girl

SHURI – A VIDA NA FAMÍLIA REAL –

Shuri  nasceu na mais importante família da nação africana Wakanda. Filha do Rei T’chaka e da Rainha Ramonda, ela foi criada para ser uma princesa, aprendendo todo o protocolo, mas também possuindo a destreza condizente à uma possível futura “Pantera Negra”.

Reprodução Powers of a Girl

Pantera Negra aqui não é somente o nome do herói, mas o nome dado ao escolhido de cada geração para proteger e reinar Wakanda, assim, essa pessoa especial ganharia os poderes de do Deus Pantera, se tornando o/a Pantera Negra.

Voltando ao início de sua história, Shuri era vista como uma criança dentro do ambiente real (já que ela era a descendente mais nova do Rei), mas sua inteligência absurda já era maior do que muitos ao seu redor, o que mostrava um futuro brilhante para a pequena princesa gênio.

Apesar do seu irmão mais velho T’Challa ser o favorito para assumir a posição de Pantera Negra, ela também queria ir para a arena competir pela posição no ritual de combate. Os irmãos, apesar da diferença de idade, tiveram o mesmo treinamento e educação para se tornarem guerreiros e monarcas, mas Shuri era inclinada propositalmente para outros papéis, aqueles que uma mulher tradicionalmente assumiria dentro da família real… Machismo e patriarcado presente até mesmo na evoluída Wakanda 😦

Quando o momento chegou, Shuri aceitou que T’Challa ficasse com o trono, mesmo isso sendo doloroso para ela (já que não queria seguir o protocolo dos papéis femininos, mas também queria ser uma guerreira protetora de seu país).

Shuri and T’Challa – Reprodução Marvel Comics

SHURI – A GÊNIA TECNOLÓGICA –

Shuri, continuando com sua vida, acabou se dedicando mais à ciência. Assim, obedecendo as leis de seu irmão, ela utilizou seus estudos científicos para salvar Wakanda da contaminação de Vibraniam causada por super vilões, a qual o chefe do escritório científico não conseguiu frear. Devido a esse acontecimento e considerando sua educação exemplar, Shuri consegue uma posição de destaque no governo e também se torna a diretora chefe da Escola de Estudos Alternativos de Wakanda, onde ela podia auxiliar os jovens mais inteligentes do planeta.

Reprodução Marvel Comics

Apesar de não ter conseguido se tornar a rainha de Wakanda herdando os poderes do Pantera Negra, sua posição atual era de grande honra e responsabilidade, especialmente na nação produtora do metal mais valioso do mundo, o Vibranium.

Extremamente nova, além de ser diretora e membro influente do governo, Shuri ainda arranjava tempo para ajudar seu irmão em importantes questões e para criar inovações tecnológicas nas armas e na tecnologia avançada de Wakanda.

Shuri certamente era imprescindível para o seu reino.

SHURI – A BUSCA PELA ERVA EM FORMA DE CORAÇÃO –

Tendo encontrado um sentido para sua vida, Shuri não imaginava o que estaria por vir: ela finalmente conseguiria se tornar a Rainha de Wakanda, mas não do jeito que imaginava.

Em uma situação no qual um complô de Super Vilões se uniu para derrotar T’Challa, este se machucou gravemente ficando entre a vida e a morte.  Com a situação delicada do atual Pantera Negra, alguém tinha que tomar seu lugar para manter Wakanda protegida. Por ter tido o mesmo treinamento e a mesma linhagem real que T’Challa, Shuri era certamente a melhor opção. Esse era o momento que ela tinha para provar o seu valor! Com o apoio da corte real, Shuri decidiu aceitar a grande e perigosa jornada de ir atrás da erva em forma de coração que dava ao escolhido os poderes do Pantera Negra: resistência aumentada, força e agilidade.

Erva em forma de coração – Reprodução Marvel Comics

Enfrentando diversas tarefas difíceis (incluindo lutar com uma alcateia de panteras negras), Shuri ultrapassou cada desafio com sucesso.

Curiosidade: De acordo com Lorraine Cink, Shuri foi a primeira mulher da história a conseguir vencer todos os obstáculos físicos e psicológicos que a busca pela erva em formato de coração exige. Esses desafios só tinham sido feitos pelos homens mais fortes da nação por séculos, e essa jovem mulher conseguiu com êxito! QUE MULHER, NÃO É MESMO? QUE MULHER!

Conseguindo pegar a erva, Shuri é enviada para uma espécie de realidade sonhadora, na qual ela encontrou o Deus Pantera Negra, Bast.

Bast – Reprodução Marvel Comics

Bast iria analisá-la e julgá-la para ver se ela obtinha o necessário para se tornar uma Pantera Negra, assim, dependendo da Sua decisão, Ele lhe daria os poderes dos seus ancestrais ou a destruiria. (Simples assim! haha)

Shuri, portanto, se apresenta à Bast e arrogantemente diz que merece o manto da Pantera Negra por seus esforços e direito de nascença.  Bast não gosta da atitude da jovem, a achando arrogante e orgulhosa demais. Com isso, Ele a rejeita, mas decide não destruí-la (ufa!).

Shuri e Bast – Reprodução Marvel Comics

Shuri  acorda extremamente abatida e envergonhada, mas a guerra não esperaria sua recuperação e ela sabia que, mesmo não conseguindo se tornar a Pantera Negra, era necessário fazer algo.

SHURI – A GUERRA COMEÇARA –

Como esperado, o complô de vilões que quase matou seu irmão veio para Wakanda e alguém tinha que tomar uma atitude para defender o país. Em uma manobra desesperada, Shuri coloca a armadura do Pantera Negra! Mesmo sem ter os poderes do herói, ela tinha que batalhar por seu país.

” Vocês conseguem imaginar o quão corajosa você tem que ser para enfrentar um complô poderoso de vilões sem nenhum super poder?”

Cink, Lorraine

Com essa atitude de arriscar a própria vida em prol da sua nação, Bast percebe que  Shuri sempre foi digna do manto do Pantera Negra e dos seus poderes e, é nesse momento que, Shuri se torna a Rainha e Protetora de Wakanda se tornando, portanto, a própria Pantera Negra.

Reprodução Powers of a Girl

Finalmente, Shuri consegue derrotar o complô de vilões junto ao seu exército das Dora Milaje. Já imaginou essa luta? Queria muito vê-la no Universo Cinematográfico da Marvel (UCM)! Seria um verdadeiro Girl Power!

SHURI – SENDO A PANTERA NEGRA –

Bast acaba ensinando uma lição à Shuri, que entendeu que uma verdadeira líder não pode ser mandona ou arbitrária, mas sim humilde, disponível, simpática e madura; inspirando confiança e servindo como exemplo para aqueles que a seguem.

Com T’Challa se recuperando do recente ataque, Shuri tomou seu lugar temporariamente servindo como Rainha e Protetora de Wakanda.

Quando T’Challa se recuperou 100%, os dois irmãos lutaram lado a lado, protegendo seu país daqueles que ousassem invadi-lo. Com Wakanda possuindo 2 líderes de respeito, T’Challa consegue a liberdade de poder ajudar outros super heróis no exterior para proteger o planeta Terra, já que Shuri era de extrema confiança e conseguia, sozinha, proteger sua nação de possíveis ataques futuros.

Shuri and T’Challa como Pantera Negra – Reprodução Marvel Comics

SHURI – ENSINAMENTOS NO DJALIA –

Com a aparição do Titã Louco Thanos na Terra, Proxima Midnight (membro da Ordem Negra) é enviada para Wakanda e, como se era esperado, Shuri já estava pronta para a enfrentar.

A batalha entre as duas é difícil e, infelizmente, Shuri sozinha não é capaz de derrotá-la. Se ferindo gravemente, ela entra em um estado de vida e morte, “como se estivesse aprisionada dentro da sua própria mente”(CINK).

Shuri x Proxima Midnight – Reprodução Marvel Comics

Nesse momento, Shuri, espiritualmente, vai até um limbo chamado Djalia, onde um guia espiritual chamado Griot, na forma de Ramonda (a mãe de Shuri), ensina à ela as histórias sobre seus ancestrais.

Quando T’Challa consegue livrar Shuri desse “estado sonhador espiritual”, ela consegue adquirir os poderes das lendas ancestrais contadas e ensinadas por Griot, ou seja, agora ela poderia voar como os pássaros, ser dura como uma pedra e correr rápido como o fogo.

Reprodução Marvel Comics

Correndo atrás do seus sonhos e amadurecendo com o tempo, Shuri é uma das heroínas mais fantásticas desse especial! Sendo muito mais do que “a irmã do Pantera Negra”, ela demonstra que os sonhos podem se tornar realidade e que, para isso, às vezes precisamos passar por planos alternativos.

Shuri é um gênio da tecnologia, uma cientista e líder nata, uma diplomata e uma guia espiritual poderosíssima. Esperamos ver mais dessa Shuri no UCM! Seria incrível, não?      

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s