Críticas

CRÍTICA | Star Wars: A Ascenção Skywalker

Um filme grande não só na duração, mas no peso que ele carrega em ter uma história tão intrigante e surpreendente.

Sinopse: Lucasfilm e o diretor J.J. Abrams unem forças novamente para levar os espectadores a uma jornada épica para uma galáxia muito, muito distante com Star Wars: A Ascensão Skywalker, a conclusão fascinante da saga de Skywalker, onde novas lendas nascerão e a batalha final pela liberdade ainda está por vir. 

Walt Disney Pictures / Divulgação

Entregando um desfecho a altura, “A Ascenção Skywalker” termina o arco de Rey lindamente com belíssimas cenas dramáticas, um ótimo desenvolvimento de personagem e um fan service discutível. Particularmente se mostra mais objetivo e interessante do que o anterior “Os Últimos Jedi“, apesar de deixar algumas pontas soltas (algumas de propósito).

Na trama, os objetivos de Kylo Ren e Rey são postos a prova enquanto ambos lutam entre lados opostos mesmo sabendo que não são tão diferentes um do outro. Nesse, suas conexões são algo de suma importância para o desfecho, parte de um plot twist surpreendente. Grande destaque para o desenvolvimento de Kylo Ren, ponto alto na história.

Walt Disney Pictures / Divulgação

O entrosamento entre Finn e Poe é cativantes. Ambos são divertidos e tem uma química promissora, contendo as cenas de alívio cômico destacaveis. Os novos personagens não são o ponto forte da trama, eles tem seu destaque, mas acredito que apenas Babu Frik foi marcante.

O antagonista principal, Palpatine, incrivelmente ameaçador e poderoso. Acredito que todo o peso emitido por Vader na saga foi referência para esse drama entregue em suas cenas, que são impressionantes. Seus objetivos são além do medo e bem colocados para a trilogia anterior com a atual. Apenas alguns fatos sobre seu retorno e ligação com alguns outros personagens podem ser considerados vagos ou mal desenvolvidos mas mesmo assim, a ideia é respeitável.

Walt Disney Pictures / Divulgação

Contém algumas cenas incrivelmente cansativas, que eu apontaria como um problema para o terceiro ato. Todas as reviravoltas são de cair o queixo! Realmente é um filme que adorei ver, me emocionei em diversas cenas e em outras foi pura surpresa. Para essa trilogia foi um final lindo e respeitável (ainda mais quando se trata de Carrie Fisher), fortalecendo a importância dos Jedis e aquecendo o coração de vários fãs uma última vez.

🌟🌟🌟🌟

Obrigado a Walt Disney Studios e a Espaço/Z pelo convite.